Escreva a sua pesquisa

Mostrar mensagens com a etiqueta Perder peso. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Perder peso. Mostrar todas as mensagens

17 de março de 2017

10 alimentos que aceleram o metabolismo

sexta-feira, março 17, 2017
Você sofre de metabolismo lento? Já fez dietas e mais dietas e teve poucos ou nenhuns resultados e está a começar a ficar desmotivado sem saber o que fazer? Então este artigo é para si. Existem formas de acelerar o metabolismo de forma natural e hoje irei dar a conhecer 10 alimentos que ajudam a acelerar o metabolismo lento.
Mas afinal o que é o metabolismo?
O metabolismo é um processo de transformações químicas que acontece no nosso organismo que garante a reprodução e crescimento de células. Ele divide-se em anabolismo e catabolismo. Quando o catabolismo é superior ao anabolismo, o organismo perde massa, tornando o metabolismo mais rápido, quando acontece o contrário, ou seja o anabolismo é superior catabolismo, o metabolismo torna-se lento, e o organismo cresce e ganha mais massa. O ideal é o organismo estar em homeostase, ou seja os dois processos tem que estar em equilíbrio.

Quais os alimentos que tornam o metabolismo mais rápido?
Existem de facto alguns alimentos que tornam o metabolismo, veja alguns exemplos:

1. Limão e Laranja
Bem como todas as outras frutas cítricas. Devido à elevada quantidade de Vitamina C, estas frutas ajudam bastante o metabolismo. Quem não conhece a dica da água com limão em jejum de manhã, nos programas para perder peso?

2. Bróculos
É considerado um super alimento, pois é rico em cálcio, vitamina D, A e K, e melhor acelera o metabolismo.

3. Especiarias/Temperos
Sim, os sabores picantes aceleram o metabolismo. Alguns exemplos são a pimenta, o gengibre e as sementes de mostarda.

4. Ómega 3
Os alimentos ricos neste ácido gordo, como o salmão, o atum, o azeite extra virgem e espinafres, são ótimos para o organismo e para o metabolismo ficar mais rápido. Atenção que os alimentos ricos em ómega 3 não devem ser cozinhados em altas temperaturas nem ser fritos, pois as suas propriedades irão desaparecer.

5. Cereais integrais
Por serem ricos em carboidratos complexos e nutrientes, alimentos como o arroz e massa integral, aveia e quinoa, são indicados para acelerar o metabolismo. Os carboidratos são libertados de forma mais lenta evitando assim os picos de insulina.



6. Maçã
É um dos alimentos com menos calorias e para além disso ainda ajuda a colocar o metabolismo mais rápido, por isso esta fruta está sempre incluída em qualquer dieta para emagrecer.

7. Chá verde
Este poderoso chá também está sempre presente em qualquer programa de perda de peso, devido às suas propriedades. A cafeína ajuda imenso na perda de peso devido à acção que esta tem no metabolismo.

8. Alimentos ricos em vitamina B
Estes alimentos demoram mais tempo a serem digeridos no organismo, por isso são mais saciantes. Alguns exemplos são: castanhas, abacate, couve, espinafre e levedura de cerveja.

9. Amêndoas
Para além de fornecerem vitaminas e fibras ao nosso organismo, ainda são bastante saciantes, sendo assim óptimos snacks para o lanche e entre refeições. 

10. Frutos vermelhos
Poucas calorias, ricas em antioxidantes e fibras, e com um sabor incrível, não são qualidades que chegue para as incluir no seu programa de emagrecimento? Se sente falta de doce, são a escolha mais acertada!

Veja também

26 de abril de 2015

Beber água ás refeições

domingo, abril 26, 2015

Sabia que está comprovador que as pessoas bebem mais água quando esta tem sabor? E que com o envelhecimento, a sensação de sede diminui possibilitando assim um maior risco de desidratação?

Como é de senso comum, ingerir água é um essencial à nossa sobrevivência, mas mesmo assim é fácil encontrar casos de desidratação, principalmente nas crianças e idosos.
Isto deve e pode ser evitado, pois é uma das causas da má qualidade de vida. Por vezes sintomas como cansaço, pele seca, cieiro e dores de cabeça, podem ser associados à falta de água no nosso organismo, e por vezes são confundidos com outras possíveis doenças.
A estratégia de beber vários copos de água ao dia, por vezes não resulta, devido a difícil implementação no dia a dia de cada pessoa. Ora porque se esqueceu de levar uma garrafa de água para o trabalho, ora porque tem muito afazeres, e beber água só é prioridade quando sente realmente sede. E sentir sede já é um sintoma de desidratação!

Por isso as refeições são o momento ideal do dia para beber água.

Se ingerir dois copos de água a cada refeição (Almoço/Jantar), e um copo ao acordar e deitar, já terá obtido uma parte significativa da recomendação diária para a ingestão de líquidos (cerca de 1,5-2 litros).

Uma das formas para camuflar a ingestão de água na sua forma natural, é adicionando umas gotas de limão, chá ou beber águas com sabor. Evite a ingestão de álcool, sumos naturais e refrigerantes.

26 de abril de 2013

Beber líquidos durante as refeições engorda?

sexta-feira, abril 26, 2013
O hábito de ingerir líquidos nas refeições é muito comum, porém todos já ouviram dizer que isso é errado porque engorda, nos faz comer em maior quantidade, a barriga incha ou atrapalha a digestão.
Qual melhor momento de ingerir líquidos? 
Os líquidos devem ser consumidos 20 minutos antes ou 60 minutos após as refeições. Quando optar por ingeri-los nas refeições é indicado no máximo um copo pequeno, com capacidade de 150 a 200 ml.

Ingerir líquidos nas refeições engorda? 
O líquido ingerido na refeição não engorda, porém dilata o estômago e provoca uma sensação de inchaço abdominal.
É importante não criar o hábito de ingerir líquidos sempre nas refeições, pois o estômago sempre passará por essa dilatação o que irá torná-lo mais elástico. Essa dilatação reduz a sensação de saciedade e você pode acabar consumindo mais alimentos, levando a um excesso alimentar durante o dia e consequentemente o aumento de peso.

Por que devemos evitar líquidos nas refeições?
Durante a digestão dos alimentos precisamos da acção do suco gástrico no estômago, para que alguns nutrientes possam ser quebrados e absorvidos. Quando ingerimos líquido em excesso nas refeições o suco gástrico fica diluído e dessa forma a digestão fica comprometida podendo ocasionar problemas como indigestão, gases, flatulências e deficiência na absorção de nutrientes como ferro, cálcio, zinco, vitamina B12, entre outros.

Se optar por ingerir líquidos, qual dar preferência?
Se desejar beber líquidos durante a refeição, dê preferência aos sumos naturais feito com frutas ácidas como abacaxi, limão, morango, kiwi, já que não irão trabalhar a favor do suco gástrico no estômago, não interferindo na absorção dos alimentos. A água também é uma boa escolha, pois ajuda na hidratação e não aumenta o valor calórico da refeição.
É importante ressaltar que refrigerantes e água gaseificadas são mais prejudiciais, pois o gás presente nessas bebidas dilata ainda mais o estômago, prejudicando a digestão e criando uma falsa sensação de saciedade, fazendo com que a fome apareça mais rapidamente, e podendo levar a um excesso alimentar durante o dia e consequentemente o aumento de peso.

Como manter o corpo hidratado sem ingerir líquidos nas refeições?
Muitas pessoas sentem necessidade de ingerir líquidos durante as refeições quando a hidratação durante o dia está baixa e somente se lembram de tomar algo na hora da refeição. É importante lembrar que a recomendação de água é de 6 a 8 copos de 200 ml e essa deve ser feita preferencialmente nos intervalos entre as refeições! 
Alimentos ricos em água, geralmente frutas e legumes como abacaxi, alface, laranja, tomate, mamão, melancia, melão, uva, chuchu fazem parte de nossas refeições, portanto é impossível realizar uma refeição sem ingerir líquidos, a preocupação sempre deve ser em não consumir líquidos em grande volume.

Portanto, é importante evitar a ingestão de líquidos durante a refeição, e caso ocorra, não deverá exceder um copo pequeno, e que preferencialmente seja água ou suco de frutas ácidas. E lembre-se sempre tenha foco na hidratação ao longo do dia.

17 de março de 2013

Dieta da Sopa - Perca até 4 Kg

domingo, março 17, 2013
O seu prato principal é uma sopa muito saciante, rica em vitaminas, sais minerais, fibra e oligoelementos. Para a digerir, o organismo precisa de consumir mais calorias do que as que a própria sopa fornece. Este plano alimentar permite perder muito peso rapidamente (até menos quatro quilos em sete dias) e, para além disso, reduz os níveis de colesterol e de ácido úrico, facilita o trânsito intestinal e elimina os líquidos acumulados. Esta dieta tem a revisão científica de Marisa Costa, dietista no Hospital de S. João, no Porto.
Regras
  • Se tiver alguma doença, consulte o seu médico antes de iniciar esta dieta. Deve ser seguida, no máximo, durante sete dias.
  • Deve respeitar a combinação de alimentos proposta para cada dia, sem alterar os menus nem repetir uns em vez de outros. Este é o truque para garantir o aporte de nutrientes necessários ao seu organismo.
  • A sopa deve ser caseira para evitar o excesso de aditivos e gordura dos caldos processados. A dieta proíbe os doces, os fritos, o pão, o álcool e as bebidas gasosas ou açucaradas.
  • O frango deve ser ingerido sem pele e os alimentos devem ser assados, cozidos ou grelhados.
  • Coma a sopa sempre que puder ou quando tiver fome; quanta mais ingerir, mais peso vai perder e mais toxinas elimina.
A Receita
Ingredientes (4 Pessoas)
6 cebolas grandes
2 pimentos verdes ou vermelhos
8 tomates
1 repolho
1 molho de aipo
sal, louro e pimenta moída
Caldo de carne caseiro
Opcional
2 cenouras
2 dentes de alho

Modo de Preparação
1. Para o caldo de carne, limpe a carne de peles e gordura, junte uma cebola, um dente de alho, uma folha de louro, um ramo de salsa, sal em pequena quantidade, junte um copo de água e deixe cozer a carne. Depois de cozida, coe o caldo para adicionar à receita.

2. Corte todas as verduras em pedaços pequenos (como para o refogado), deite numa panela grande, cubra generosamente com o caldo de carne e tempere. Coloque a sopa em lume forte até que a água comece a ferver; reduza o lume e deixe cozinhar até os vegetais ficarem tenros. Também pode preparar a sopa na panela de pressão, seguindo as instruções do fabricante para saber o tempo exacto de cocção das verduras.

3. Pode ingeri-la tal com está ou passá-la com a varinha mágica para obter um creme aveludado. Também pode combinar as duas opções ao longo da semana, alternando dias. Pode ser consumida fria ou quente, sendo que quente é mais saciante. Se a comer fria, pode usá-la como bebida vegetal.

Ementa Semanal
Segunda-feira: Coma apenas sopa e toda a fruta que quiser, excepto bananas. Também pode beber sumo de frutas ou chá. As frutas mais recomendadas são o ananás, o quivi e a laranja.

Terça-feira: Coma sopa e verduras de folha verde (acelgas, espinafres e alface). Pode prepará-las ao vapor, cozidas ou cruas em salada; neste último caso, limite ao mínimo o azeite do tempero. Ao jantar, pode comer uma batata assada pequena ou média.

Quarta-feira: Acompanhe a sopa com frutas e verduras. Trata-se de combinar os alimentos dos dias anteriores, suprimindo a batata assada.

Quinta-feira: Tome apenas a sopa, leite magro (a quantidade que quiser) e bananas (3 no mínimo e 6 no máximo).

Sexta-feira: Acompanhe a sopa com tomate e carne (pode comer até meio quilo, mas deve ser carne magra ou, melhor ainda, frango ou perusem pele). Se lhe apetecer, pode substituir a carne por peixe. Deve preparar estes alimentos no forno ou na grelha. Quanto ao tomate, pode comer até seis, crus ou assados. Tente beber, pelo menos, oito copos de água durante o dia para eliminar o ácido úrico do organismo.

Sábado: Para além da sopa, coma carne ou peixe magros e verduras de folha verde. Deve combinar os alimentos do segundo e do quarto dia (excepto a batata assada e o tomate). A quantidade de carne está limitada a dois ou três bifes de tamanho médio. Para além disso, assim como na sexta-feira, pode optar por comer frango ou peru (sem pele) ou peixe.

Domingo: Acompanhe a sopa com arroz integral cozido, verduras de folha verde e sumos naturais (tanto de vegetais como de frutas).

As bebidas permitidas
Pode beber água, café e infusões. A ingestão deste tipo de bebidas previne a retenção de líquidos.

Vantagens
  • Aumenta as defesas, graças ao seu poder depurativo e desintoxicante.
  • Não passa fome porque pode sempre comer um prato de sopa; quanta mais ingerir, mais vai adelgaçar.
  • Perde muito peso em pouco tempo, até quatro quilos numa semana!
  • A fibra da sopa facilita o trânsito intestinal.
  • Depois de terminar a dieta pode utilizar esta sopa ao jantar ou como entrada noutras refeições. Desta forma, consegue manter o seu peso.
Atenção: Ao fim dos sete dias, vá introduzindo os hidratos de carbono de forma gradual. Após um jejum tão prolongado o organismo irá assimilá-los muito rapidamente.

Incovenientes
  • Como a perda de peso é brusca, pode surgir alguma flacidez. Por isso, deve fazer exercício antes, durante e depois da dieta. Utilize também cremes de efeito refirmante.
  • Não deixe de ter cuidado com a alimentação depois da dieta; caso contrário, vai recuperar os quilos que perdeu sem se dar conta.
  • Não pode prolongar a dieta por mais de sete dias, que é o tempo necessário para limpar o organismo de todas as toxinas e resíduos acumulados.
  • Não é recomendada para toda a gente. Se tiver algum problema de saúde ou está a fazer algum tratamento farmacológico, consulte o seu médico antes de a seguir.
  • Como é uma dieta muito pobre em hidratos de carbono. pode provocar dores de cabeça, sensação de fraqueza e de desmaio, cansaço, dificuldade de concentração.

6 de fevereiro de 2013

Snacks para perder peso

quarta-feira, fevereiro 06, 2013
Preocupa-se com a sua saúde e boa forma? Então, não se pode esquecer de levar na lancheira as melhores opções para recuperar a linha e manter-se saudável.
Lembre-se que os lanches são essenciais para assegurar níveis equilibrados de açúcar no sangue e, assim, estabilizar a concentração e o bem-estar.
Meio da Manhã
Opção 1
Ingira duas a três bolachas sem açúcar e 200 ml de água enriquecida com magnésio. As bolachas com níveis baixos e de açúcar são, por norma, mais ricas em fibra. A água com magnésio repõe os níveis deste mineral que baixam durante as dietas.

Opção 2
Coma uma a duas ameixas amarelas ou 10 bagas goji ou quatro amêndoas e 200 ml de chá de cidreira ou chá branco. As bagas goji têm uma ação antioxidante e otimizam as funções celulares. Já o chá de cidreira tem um efeito depurativo, é relaxante e beneficia a função digestiva.


À Tarde
Opção 1
Para o primeiro lanche opte por uma banana ou uma maçã ou uma pêra e duas a três nozes ou quatro a seis amêndoas e um iogurte 0% gordura. A maçã e a pêra são ricas em perictina, uma fibra solúvel que ajuda a saciar. Embora calóricos, os frutos secos fornecem gorduras essenciais ao organismo, ómega 3 e 6. Além disso, o iogurte contém cálcio com o benefício de oferecer poucas calorias e de ser de fácil digestão.

Para o segundo lanche, escolha uma gelatina 0% gordura ou uma fatia de ananás. Este fruto é riquíssimo em fibra e na enzima bromelina que facilita a digestão de proteínas e eliminação de gorduras.

Opção 2
Para o primeiro lanche opte por um iogurte com índice glicémico (IG) baixo ou 200 ml cevada e uma colher de sopa de sementes de chia ou uma duas colheres de sopa de flocos de cereais integrais. Por norma, os iogurtes, têm um IG baixo garante uma absorção de açúcar a uma velocidade adequada à saciedade. Os cereais integrais têm um importante papel saciante e elevado teor de fibra.

Para o segundo lanche escolha uma gelatina 0% gordura ou uma maçã ou uma laranja. Devido ao seu teor em vitamina C, a laranja reconforta e ajuda a manter níveis de atenção elevados.

5 de fevereiro de 2013

Dieta sem açúcar

terça-feira, fevereiro 05, 2013
Não é uma variante da anterior (os açúcares são hidratos de carbono), mas também exclui todos os açúcares de absorção rápida. Falamos do açúcar puro, dos produtos de pastelaria, da compota, do mel, entre outros.
Contudo, esta proposta mantém a ingestão de amido (açúcar de absorção lenta). Desta forma, reduz-se a libertação de insulina. Sem ela, o armazenamento de gorduras não é possível  Nesta dieta, não há restrições ao consumo de lípidos e prótidos. O álcool nem sempre é proibido. Os resultados são reais nas pessoas com o hábito de comer muitos doces. Além disso, o açúcar provoca fome cerca de uma hora depois de ser ingerido. Portanto, ao reduzir o seu consumo, diminui também o apetite.

Esta dieta é simples e equilibrada, se não compensar a redução dos açúcares com outros excessos. Não é adequada para as pessoas muito obesas, mas é útil para quem tiver tendência para o excesso de peso.

4 de fevereiro de 2013

Dieta monotemática

segunda-feira, fevereiro 04, 2013
Decerto que já ouviu falar da "dieta do morango" ou "das saladas", entre muitas outras do género. A este tipo de propostas chamamos dietas monotemáticas, por se basearem na presença obsessiva de um determinado alimento em todas as refeições. Dada a importância de ter uma alimentação variada, não existe uma razão válida para privilegiar determinado alimento em detrimento de outros.
Estas dietas implicam uma grande restrição calórica; logo, os efeitos são imediatos. No entanto, a monotonia da ementa leva as pessoas, a curto prazo, a desistir. Em termos de fornecimento de vitaminas e sais minerais, é pobre, porque exclui muitos deles.

Esta dieta é desequilibrada, já que nenhum alimento é completo.

Dietas de Emagrecimento

segunda-feira, fevereiro 04, 2013
A alimentação fornece ao organismo toda a energia necessária. Dela também fazem parte os condimentos, especiarias e açúcares que dão sabor aos alimentos, aspeto que não pode ser ignorado. Uma dieta correta e salutar garante uma saude equilibrada, mas de nada serve se, ao mesmo tempo, não for agradável ao paladar e olfato.
Todos os anos, são propostas, experimentadas, rejeitadas, esquecidas e ressuscitadas muitas dietas. Com a aproximação do verão e perante a perspectiva de não caber no fato de banho do ano anterior, somos assaltados pelo desejo de sempre: emagrecer. Se possível rapidamente e sem esforço. Nestas circunstâncias podemos cair na tentação de trocas as refeições pelos seus substitutos ou experimentar a dieta da moda. Muitas são as fontes, desde revistas até à Internet. Difícil é escolher e saber se as dietas sugeridas permitem a perda de peso saudável.

Antes de iniciar a sua longa caminhada, vamos analisar futuramente aqui no blog, essas dietas e dar-lhes os elementos de análise e de apreciação para o ajudar a compreendê-las. Todas são conhecidas e têm algum êxito. A maioria exibe uma explicação mais ou menos cientifica, esteve na origem de diversas publicações ou foi usada durante um período mais ou menos longo. Algumas são duvidosas. Encontramo-las em Abril e Maio na capa de revistas femininas. Acredite que não são mais do que um comércio sazonal e/ou um argumento de venda da publicação.

5 dicas para perder 5 quilos

segunda-feira, fevereiro 04, 2013
Por vezes exercício e uma dieta equilibrada não ajuda a perder aqueles quilinhos que teimam em desaparecer, por isso indicamos 5 dicas de alimentação, que conciliadas com exercício e alimentação na perda de peso.

Sumo de Limão antes de dormir
Beber um copo de sumo natural de limão antes de ir dormir ajuda a eliminar as toxinas do corpo e a reduzir a retenção de líquidos  o que ajudar na perda de peso. A única desvantagem será o efeito diurético causado pelo limão, que deverá fazê-lo levantar-se durante a noite para ir à casa de banho.

Use vinagre
Um estudo da Universidade sueca ‘Lund’ descobriu que o vinagre reduz o aumento de insulina que ocorre após uma refeição rica em hidratos de carbono e aumenta ainda a saciedade após uma refeição rica em açúcares. Outro estudo também indica que o ácido acético do vinagre consegue impedir a acumulação de gordura, aumentando a termogênese e a oxidação de ácidos graxos no fígado. Atenção que deverá usar vinagres de qualidade e modere na sua utilização.

Seja prudente com fins-de-semana
É complicado quando os fins de semana ainda são um problema para quem segue uma dieta. A vida social (amigos, família  festas, etc) está sempre acompanhada de tentações alimentares que podem estragar o sucesso de uma dieta. Pode cometer alguns pecados (um copo de vinho, uma sobremesa, ou um bolinho), mas pensando sempre no exercício extra que terá que fazer para sua dieta não se tornar numa dieta de efeito "iõ-iõ".

Beba leite
Estudos comprovam a eficácia do cálcio no combate à perda de peso. O leite é um dos alimentos mais ricos em cálcio, por isso é essencial incorporá-lo na sua dieta. Opte por leite magro, contém menos gordura e continua rico em cálcio. É aconselhável entre 1-2 copos por dia.

Beba chá verde ou vermelho ao pequeno-almoço
Estes dois chás, para além de conterem cafeína  que ajudam no despertar, aceleram o metabolismo, quando praticamos exercício físico. O ideal é uma combinação entre os dois chás. De manhã, beba chá verde (contém menos cafeína), e à tarde chá vermelho. Não esqueça que deverá também beber água.

Estas dicas só resultam com ajuda de exercício físico regular e uma alimentação equilibrada.

4 de março de 2012

Os perigos da obesidade - Perigos psicológicos

domingo, março 04, 2012
Um conflito psicológico pode causar um apetite exagerado ou a diminuição repentina do mesmo. Na relação entre a psique e a obesidade surge a mesma duvida que com a galinha e o ovo: Não se sabe qual deles aparece primeiro.
Antes de mais, saiba que o peso não tem qualquer influencia na inteligência. Churchill e Balzac, cada um no seu domínio, eram génios bem nutridos. Um estudo efetuado no Canadá estabelece que o quociente intelectual e as estruturas de personalidade de pessoas muito gordas também não se afastam muito da média da restante população.

Quanto à relação entre as características psíquicas e a obesidade, os dados são contraditórios e heterogéneos. Coloca-se a questão de saber se determinados sintomas são causa ou consequência da doença. Um psicólogo francês, Beaumont, observou algumas pessoas obesas e encontrou, sobretudos nos jovens, uma tendência para a depressão e para a melancolia. Os rapazes sofriam com a sua falta de agilidade e de destreza, o que os tornava motivo de troça para os colegas. As raparigas suportavam, além disso, a dificuldade em se afirmarem no domínio afetivo e sentimental. No adulto, à melancolia pode suceder uma visão otimista da vida. Beaumont descreve o adulto obeso como bonacheirão, calmo, expansivo, indulgente e conciliador. Propenso tanto para a alegria e os gracejos, como para a ternura e as lágrimas. Logo, com uma afetividade e uma emotividade mais à flor da pele do que a pessoa magra.

O psicólogo francês conclui que os quilos que ostentamos, ao influírem nas nossas relações com o que nos rodeia, se refletem de forma positiva ou negativa na nossa energia vital. Assim, um adolescente naturalmente expansivo e cheio de vitalidade pode, ao tornar-se obeso, ficar sombrio e perder dinamismo. Tais situações são capazes de gerar timidez ou complexos persistentes. Infelizmente, essas perturbações do comportamento por vezes permanecem mesmo que ocorra uma perda de peso. No entanto, regra geral, quem emagrece aprecia plenamente a mudança e afirma sentir-se mais novo e saudável. Portanto, em certos casos, há uma relação estreita entre a obesidade e algumas perturbações da personalidade.

28 de fevereiro de 2012

Os perigos da Obesidade - Perigos para a Saúde

terça-feira, fevereiro 28, 2012
Se não for tratada a tempo, a obesidade pode tornar-se perigosa para o organismo. Em última instância, perturba seriamente não só as pessoas que dela sofrem como as que lhe são mais próximas.
Os perigos para a Saúde
De uma forma geral, a obesidade diminui as defesas do organismo e predispõe para certas doenças.

  • Os obesos precisam de mais energia para respirar devido à quantidade de gordura acumulada no corpo. Por isso, o coração trabalha em excesso e dilata-se. Daí o risco de doenças cardiovasculares, de aumento da tensão arterial e de batimentos irregulares. Nos obesos, o nível de colesterol no sangue também pode aumentar. Arriscam-se, mais do que as outras pessoas, a sofrer de aterosclerose. Estatisticamente, um quarto das doenças do coração e dos vasos sanguíneos está, direta ou indiretamente, ligado à obesidade.
  • O aumento de peso perturba as articulações, pois estas têm de trabalhar sob uma tensão acrescida. É por isso que os indivíduos obesos estão muito sujeitos a complicações de tipo reumatismal, nomeadamente ao nível das ancas, dos joelhos e dos tornozelos. Como, para além disso, fazem pouco exercício, os problemas de coluna instalam-se facilmente.
  • Nas mulheres, o excesso de gordura parece afetar o equilíbrio hormonal entre o estrogénio e a progesterona e perturbar, assim, o ciclo menstrual. Em última instância, isso pode levar à infertilidade. As obesas sofrem também de complicações durante a gravidez. Apesar destes riscos, não é aconselhável às grávidas começarem uma dieta por sua própria iniciativa nem automedicarem-se para controlar o peso. Por norma, os obstetras vigiam o aumento do peso das gestantes (não deve ultrapassar os 10 quilos) e dão os conselhos adequados.
  • De acordo com alguns estudos, a obesidade pode aumentar o risco de cancro da vesícula biliar, da mama, do útero, no caso das mulheres. Nos homens, pode ter maior influência no cancro do reto e da próstata. Outras investigações revelam que as pessoas obesas são mais vulneráveis à diabetes tipo 2.

21 de fevereiro de 2012

As causas da Obesidade - Os hábitos alimentares

terça-feira, fevereiro 21, 2012
A par das causas que analisamos no artigo anterior, existem factores externos capazes de conduzir à obesidade: comer em excesso, ingerir bebidas alcoólicas em demasia, ter uma alimentação desequilibrada, não fazer exercício físico, entre outros.

A gordura forma-se a partir dos alimentos. Na vida de uma pessoa obesa, houve forçosamente um momento em que a quantidade de comida ingerida foi superior à energia queimada pelo organismo.
Basta um excesso de 200 quilocalorias por dia, todos os dias, para provocar um aumento de sete quilos por ano. Um acréscimo calórico que corresponde, por exemplo, a 50 gramas de pão e 10 gramas de manteiga.
Há muitas razões para comer demasiado. A criança que os pais querem ver rechonchuda, o adolescente que encontra na comida uma compensação afectiva, o adulto que antevê nos prazeres da mesa satisfações que não tem noutros aspectos da vida são três exemplos. Estas atitudes desestabilizam o centro regulador do apetite. Uma vez enraizados os maus hábitos, é difícil acabar com eles.

Comer demais é uma causa possível de obesidade, mas alimentar-se mal, por gulodice, desleixo ou ignorância, também o é. Depois de analisar os hábitos alimentares, conclui-se que muitos obesos que não comem tanto quanto se supõe. Alguns até ingerem menos comida do que certas pessoas magras. O problema está, em regra geral, nos erros alimentares: demasiadas gorduras e açúcar, poucas proteínas ou fibras, e uma má repartição das refeições ao longo do dia.

Mude a sua alimentação!
Seja qual for o grau de obesidade, esta nasce da conjugação da predisposição interna com as tentações externas. Em proporções maiores ou menores, ambos os factores estão sempre presentes. É impossível engordar se não existir uma predisposição metabólica. De igual modo, não é normal ganhar peso sem uma alimentação excessiva.
Nestas condições, a perda de peso deve começar por um restabelecimento do metabolismo e por uma mudança de hábitos. Isso exige um esforço árduo e constante. A desregulação que culminou nos quilos a mais levou meses ou anos a desenvolver-se. É necessário muito tempo para percorrer o caminho inverso. Não acredite em pílulas milagrosas nem em vendedores de cápsulas extraordinárias. O conhecimento objectivo, o bom senso e a determinação são as melhores garantias de sucesso.

19 de fevereiro de 2012

As causas da Obesidade - A tendência

domingo, fevereiro 19, 2012
Não há duvida de que algumas pessoas têm tendência para engordar. Os principais responsáveis responsáveis são os factores hereditários: certos estudos genéticos identificaram um conjunto de genes que podem predispor para a obesidade. Porém, é necessário distinguir entre a verdadeira hereditariedade e as tradições psicodietéticas familiares, isto é, os hábitos alimentares em casa.
Nas famílias de obesos, come-se mais. Ora, as células adiposas formam-se durante a infância. Quanto mais uma criança come, maior quantidade dessas células origina. Mais tarde, elas estarão presentes e prontas para armazenar gordura.
A retenção de líquidos é um factor muitas vezes invocado pelas mulheres. O ciclo menstrual influencia a quantidade de liquido retido pelo corpo, mas apenas de forma temporária, imediatamente antes da menstruação. Portanto, durante esses dias, é normal que a dieta não faça qualquer progresso. Em nenhuma situação se deve diminuir a ingestão de líquidos, sobretudo de água, indispensável à eliminação dos produtos do catabolismo. Chamamos assim ao conjunto de reacções que degradam substâncias complexas para originar outras mais simples. Pelo contrário, o processo de formação de moléculas complexas a partir de moléculas simples designa-se por anabolismo.

Outras explicações para a obesidade baseiam-se em perturbações nervosas que modificam o ritmo de absorção e de utilização dos alimentos. Neste caso, a obesidade resultaria de uma tendência do organismo para acumular gorduras, sem nunca as utilizar como reserva.

Tal como acabamos de ver, as causas são múltiplas e as explicações não são unânimes. Apesar de existirem factores hereditários na obesidade, isso não significa que todos os filhos de obesos estejam condenados a esta doença. Contudo, é certo que devem ter muito mais cuidado do que as outras pessoas.

15 de fevereiro de 2012

A obesidade

quarta-feira, fevereiro 15, 2012
Trata-se de uma doença e, como tal, é perigosa para a saúde. Pode afectar física e psicologicamente as pessoas que dela sofrem. Para simplificar, diremos que o aumento de volume do tecido adiposo se deve a fatores internos e externos. Os primeiros correspondem à famosa "tendência para engordar". A alimentação excessiva faz parte dos segundos.
Ambos os factores andam a par, mas um pode prevalecer sobre o outro. Nesses casos, fala-se de obesidade orgânica ou de obesidade alimentar.
Existem muitas ideias feitas sobre a doença. Por exemplo, é frequente ouvir-se afirmações como:
  • "a gravidez faz engordar e alguns medicamentos também";
  • "um desgosto de amor, um choque afectivo ou uma operação cirúrgica podem provocar um aumento de peso";
  • "a puberdade, a menopausa ou o casamento são períodos críticos, em que facilmente se ganham alguns quilos";
  • "deixar de praticar desporto ou de fumar engorda";
  • "nascer numa familia de obesos é estar condenado à obesidade".
Decerto, nenhuma destas expressões e/ou crenças populares lhe é desconhecida. provavelmente, não só as ouviu como já as repetiu. Algumas são falsas, outras verdadeiras e as restantes estão algures entre os dois pólos.

Nos seguintes artigos iremos falar detalhadamente de cada causa, esteja atento.

24 de dezembro de 2011

Como funciona o Metabolismo Ponderal - Excessos convertem-se em gordura

sábado, dezembro 24, 2011
Excessos convertem-se em gordura
As gorduras do corpo não provêm, necessariamente, da gordura dos alimentos. Qualquer alimento ingerido e não utilizado de imediato sob a forma de energia é transformado e armazenado como gordura. Esta apresenta-se sob a forma de um liquido untuoso, conservado em células que se encontram nos tecidos conjuntivos, nomeadamente sob a pele e em redor dos órgãos interno. O conjunto dessas células forma o tecido adiposo. Este último é comparável a um cacho de minúsculas esferas (células adiposas), que podem inchar para receber mais gordura. A dimensão dessas esferas varia em função da idade e da sua localização. Na maioria das zonas do corpo, as mulheres têm mais tecido adiposo do que os homens. Apenas a título de exemplo, saiba que um homem com peso médio deve ter gordura suficiente para viver várias semanas sem comer.

Se o peso aumenta quando a quantidade de alimentos ingerida ultrapassa as necessidades energéticas do organismo, então, em algum momento da sua vida, os obesos comeram mais do que era preciso. Trata-se de um facto, mas o corpo humano, apesar de assegurar a sua própria regulação, por vezes também é caprichoso. O metabolismo baseia-se baseia-se em reacções químicas e transferências físicas observáveis, mas não apresenta um funcionamento universal. Tal como algumas pessoas têm o cabelo preto e outras são loiras ou ruivas, há indivíduos cujo metabolismo lhes permite comer tudo o que lhes apetece, enquanto outros não podem pisar o risco.

17 de dezembro de 2011

Como funciona o Metabolismo Ponderal? - A Caloria

sábado, dezembro 17, 2011
Hoje daremos continuidade a mais um artigo sobre o funcionamento do Metabolismo Ponderal. Depois de termos falado sobre o Metabolismo e sobre a Energia, hoje iremos falar sobre as calorias.

A Caloria

Os alimentos são o combustível do corpo. Para calcular as quantidades ideais para o bom funcionamento do organismo, é necessária uma unidade de medida, a quilocaloria (kcal). Na linguagem corrente chama-se caloria. A energia também pode ser expressa em quilojoules (kJ). Vejamos a equivalência entre as denominações: 
  • 1 quilojoules = 0,24 quilocalorias 
  • 1 quilocalorias = 4,18 quilojoules 
São as substâncias nutritivas essenciais, presentes na maioria dos alimentos, que transportam a energia. Falamos de proteínas (ou prótidos), dos hidratos de carbono (ou glúcidos) e das gorduras (ou lípidos). 
Assim, 25 gramas de proteínas ou de hidratos de carbono fornecem 100 quilocalorias, enquanto a mesma quantidade de gorduras proporciona cerca de 225 quilocalorias. Observe o valor por grama: 
  • 1 grama de proteínas = 4 quilocalorias 
  • 1 grama de hidratos de carbono = 4 quilocalorias 
  • 1 grama de gorduras = 9 quilocalorias
Consulte abaixo a tabela de calorias de alguns alimentos


15 de dezembro de 2011

Como funciona o Metabolismo Ponderal? - A Energia

quinta-feira, dezembro 15, 2011
Hoje apresentamos mais um artigo da série de artigo sobre o Metabolismo Ponderal. Depois de falarmos sobre como funciona o Metabolismo hoje iremos explicar como a energia é mecanizada no nosso organismo.
A Energia

O corpo humano queima gordura em permanência, tanto de dia como de noite, pois esta é indispensável para transportar o sangue, levar oxigénio às células e ativar o metabolismo. A energia do corpo é extraída da alimentação. Qualquer atividade suplementar leva a gastos adicionais de energia. Por exemplo, vários estudos demonstram que os ciclistas queimam acima de 6500 quilocalorias, por dia, numa prova como a Volta a França.

Como é que a Energia se liberta, como comanda os impulsos nervosos ou os movimentos musculares?
No caso da célula muscular, a energia provém da glucose, ou açúcar, que contém. Quando falta glucose à célula, ela recorre a uma reserva imediata, uma substância química chamada glicogénio, armazenada no fígado. Esta substância decompõe-se em glucose, a fim de fornecer a energia necessária. Como esta operação, designada por neoglicogénese, tem um mau rendimento, há uma parte da energia que se perde, sob a forma de calor. É por isso que, o exercicio muscular aquece. No organismo em repouso, a temperatura de base resulta da relação entre o calor produzido no interior do corpo e o calor perdido à superfície. Se essa reserva se esgotar, a célula emite um SOS às reservas de gordura. É o sistema nervoso central, por intermédio dos neurotransmissores e das hormonas que liberta no sangue, que desempenha a função de mensageiro entre a célula e as gorduras. Seguidamente, as hormonas desencadeiam uma série de reacções químicas no seio das gorduras, que , por sua vez, de decompõem em pequeníssimas unidades. Estas ultimas são conduzidas pelo sangue às células musculares, onde são queimadas para fornecer energia.

Se o corpo absorve mais alimentos do que o necessário para assegurar as funções vitais, recebe mais energia do que aquela que gasta, e o excedente é armazenado sob a forma de gordura. Essa reserva pode ser transformada em energia. No entanto, se isso não acontecer e a alimentação continuar a ser excedentária, abre-se o caminho para a obesidade.

* Valores de referência calculados para pessoas entre os 20 e os 40 anos.
As necessidades energéticas diminuem, em função da idade, à razão de:
  • 5% entre os 40 e 50 anos
  • 10% entre os 50 e 60 anos
  • 15% entre os 60 e 70 anos
  • 20% depois dos 70 anos

14 de dezembro de 2011

Como funciona o Mecanismo Ponderal? – O Metabolismo

quarta-feira, dezembro 14, 2011
Vamos dar inicio a uma série de artigos que explica como funciona mecanismo ponderal no corpo humano. Antes de mais, ponderal refere-se ao peso (ex: perda ponderal – perda de peso).
O peso de um ser humano depende, essencialmente, de três fatores:
  • O Metabolismo, ou seja, a forma como o corpo funciona e a energia que consome; 
  • A Glicólise, isto é, a produção de energia expressa na atividade física; 
  • A absorção de calorias, logo, a qualidade e a quantidade de alimentos absorvidos. 

O Metabolismo
Para o corpo humano garantir que tem a energia necessária para funcionar, conta com um sistema operativo eficaz. Este sistema chama-se metabolismo e engloba o conjunto de atividades, das mutações e das trocas químicas realizadas em todos os tecidos e em cada célula para responder às necessidades de energia do corpo. Permite também a formação, a manutenção e a reparação dos tecidos, assim como a elaboração de uma série de substâncias indispensáveis. É ainda responsável por transferências de energia importantes. Toda a acção metabólica depende de três fatores:
  • Função hormonal
  • Alimentação
  • Temperatura ambiente
O metabolismo basal corresponde à energia gasta nas reacções químicas elementares, indispensáveis para manter viva uma pessoa em repouso.

Mas será que este mesmo metabolismo é o responsável, nalguns de nós, pela tendência para a obesidade?
As opiniões dos especialistas sobre este assunto dividem-se. De facto, certos aspetos relacionados como o metabolismo podem estar na origem do problema. Cabe ao seu médico fazer essa análise.

O metabolismo difere de pessoa para pessoa. Existe quem tenha um metabolismo mais acelerado e por isso não tem tendência para engordar.

Dicas para acelerar o metabolismo
  • Tomar sempre o pequeno almoço
  • Nunca saltar refeições
  • Coma menos comida, mas mais vezes ao dia
  • Ingerir alimentos energéticos (couve-de-bruxelas, espinafres, brócolos, espargos, alface romana, lentilhas, feijão, nozes, amendoins, amêndoas, cajus, sementes de girassol e abóbora, iogurtes magros, ovos, frutos cítricos, maçãs, cereais integrais, salmão, carne magra e de aves, chá verde, café e chocolate preto - Planear refeições que incluam estes alimentos)
  • Um pouco de picante, mas não abuse ( Os alimentos picantes ou especialmente condimentados fazem maravilhas ao ritmo metabólico, aumentando-o em cerca de 50% durante pelo menos até três horas depois da refeição)
  • Beber muita água
  • Exercício físico
  • Praticar musculação
  • Uma boa noite de sono

26 de julho de 2011

O Chá Verde

terça-feira, julho 26, 2011
O chá verde é extraído da planta Camellia sinensis tal como o chá preto e o seu nome deve-se ao facto de as suas folhas sofrerem pouca oxidação durante o processo, o que não acontece com o chá preto, por exemplo.
É utilizado há milhares de anos devido as suas propriedades benéficas para a saúde. Mas o que torna popular é facto de ser um considerado um complemento natural na perda de peso, pois estimula o metabolismo acelerando assim a perda de calorias e consequentemente a perda de peso.
Quando se faz uma dieta diária equilibrada, baixa em calorias e exercício físico para perder peso, é aconselhável adicionar 2 a 3 chávenas de chá verde para obter mais facilmente os resultados pretendidos.

Quais os benefícios do Chá verde?
  • Acelera o metabolismo que ajuda no emagrecimento
  • Reduz o colesterol
  • Anti-inflamatório natural
  • Melhora a circulação sanguínea
  • Redução dos lípidos no sangue
  • Previne doenças cardiovasculares
  • Mantém o estado de alerta mental
  • Ajuda no tratamento de acne
  • Previne o envelhecimento
  • Protege os pulmões
  • Diminui o risco de osteoperose
  • Ideal para combater fadiga, preguiça, sonolência e falta de energia
  • Estimula a imunidade
  • Previne o cancro do cólon, recto, pâncreas e intestino
  • Actua como anti-diabético
  • Anti-stress
  • É usado no tratamento da esclerose múltipla, artrite reumatóide, Parkinson e da doença de Alzheimer
O chá verde contém algumas substância, que quando o ingerimos em excesso tornam-se prejudiciais para a saúde, eis algumas:
Triterpene Saponinas - Estes destroem os eritrócitos podendo assim causar fadiga e agravar a anemia, por exemplo.
Taninos - Interferem com a quebra de proteínas complexas em proteínas mais simples e com a sua absorção no organismo.
Xantina Alcalóides - Podem agravar a formação de ácido úrico no organismo o que pode causar a formação de pedras na vesícula, rins, reumatismo entre outros.
Cafeína - Aumenta a pressão arterial, vicia, e a longo prazo tem um efeito adverso sobre o fígado e outros órgãos internos.
Consumo a longo prazo e em grandes quantidades - Pode causar insónias, agitação, aborrecimento, irritabilidade, dores de cabeça, hipertensão arterial, batimentos cardíacos anormais, perda de apetite, convulsões, constipação intestinal aguda e dependência pelo chá.

Dicas importantes
A hora ideal para beber o chá é de manhã e ao inicio da tarde.
Caso não aprecie o sabor intenso do chá, para tirar melhor proveito pode consumi-lo através de comprimidos, pastilhas, cápsulas,etc. Basta ir a uma ervanária ou mesmo a um supermercado, mas antes aconselhe-se no seu médico.
O chá verde com sumo de limão é popular para cortar o efeito do álcool e para recuperar uma ressaca.

Costumam beber chá verde?

20 de julho de 2011

Ginástica em casa: Fazer aeróbica em casa

quarta-feira, julho 20, 2011
Hoje trago um video para fazerem em casa alguns exercícios de aeróbica.

O video não tem qualquer musica, por isso para maior motivação e boa disposição ponham uma musica ao vosso gosto durante o treino.

Popular

Follow by Email