Escreva a sua pesquisa

Mostrar mensagens com a etiqueta Aftas. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Aftas. Mostrar todas as mensagens

12 de abril de 2013

Mitos sobre as aftas

sexta-feira, abril 12, 2013
Maioria das pessoas já sentiu aquela ferida dentro da boca que incomoda, e quando foi analisar descobriu que era a temida afta. Caracterizada por uma lesão arredondada, coberta por uma membrana branco-amarelada e com uma mancha avermelhada em volta, a afta pode ocorrer em qualquer ponto da cavidade bucal, ser isolada ou múltipla, e seu tamanho também pode variar. As feridas tendem a desaparecer naturalmente dentro de 5 a 15 dias e não deixam cicatrizes. A causa mais comum de afta é o refluxo gastroesofágico, cujo principal sintoma é a azia. Descubra os mitos e verdades sobre as aftas.
Afta doi sempre?
Sim, em qualquer caso. Uma característica constante nas aftas é a dor. Se você tem uma ferida na mucosa da boca que não apresenta dor, ela pode ser um sinal de outras doenças mais sérias. Nesses casos, o ideal é procurar um médico.

As aftas podem virar tumor?
Não, isso é impossível de acontecer. As aftas são inflamações que nada tem a ver com a formação de tumores. Porém, num estágio inicial, o tumor ou um cancro de boca pode ser confundido com uma afta. Qualquer lesão na boca que não cicatrize em 14 dias deve ser examinada por um especialista.

Aftas e herpes labial são a mesma coisa?
Não, as causas são diferentes. Herpes é caracterizado por pequenas bolhas, principalmente nos lábios, sendo causado por um vírus. As aftas não são um processo infeccioso e sim inflamatório, com ulceração e sem bolhas. No entanto, depois que a bolha do herpes rompe, forma-se uma ulceração no lábio, que pode ser confundida com a afta.

Aftas são um sinal que a imunidade está baixa?
Pessoas que sofrem com as aftas em determinados períodos, mas não sofrem de problemas gastrointestinais, podem sim estar com a imunidade baixa. Isso acontece porque a baixa imunidade favorece a evolução de processos inflamatórios no organismo, o que associado a uma dieta e hábitos desfavoráveis pode resultar em aftas. Mas isso não quer dizer que todas as pessoas que têm aftas estão com a imunidade baixa - as feridas podem acontecer mesmo em pessoas com a saúde em dia.


A escovação pode causar aftas?
Sim, se for feita de maneira traumática diversas vezes. As feridas formadas na boca por traumatismos, como ralar com as escovas de dentes ou mesmo morder a língua e lábios, não podem ser consideradas aftas. Porém, se a escovação for efetuada de maneira traumática de forma reincidente, pode provocar através do trauma, uma afta.

A alimentação pode interferir no aparecimento de aftas?
Sim, uma dieta deficiente favorece o problema. Uma dieta inadequada provoca no paciente uma deficiência nutricional de vitamina B e de ferro. Esses são cofatores importantes na proliferação das células de revestimento epitelial, e a boca representa um dos tecidos mais proliferantes e renovados do nosso organismo. Da mesma forma que a carência desses dois nutrientes pode levar à anemia, a mucosa bucal desses pacientes fica fina, de certa forma atrofiada. Muitos pacientes anêmicos, inclusive, apresentam grande número de aftas bucais.

Mudanças hormonais podem provocar aftas?
Sim, pois os hormônios influenciam na imunidade. Existem muitos hormônios que controlam o sistema imunológico, como os produzidos na glândula suprarrenal. Dessa forma, alterações hormonais podem induzir nosso sistema imune a agredir a mucosa, causando aftas. Isso poderia explicar porque o problema é mais frequente em mulheres, que possuem maiores flutuações hormonais.

Uma afta pode evoluir para uma infecção?
Sim, se não for tratada. As inflamações causadoras das aftas podem favorecem o aparecimento de infecções bacterianas, retardando a cura ou piorando o quadro.

Afta pode ser um sinal de alergias?
Não, as feridas causadas por alergia não são aftas. As feridas decorrentes de processos alérgicos não são consideradas aftas, e sim úlceras ou bolhas. Por isso, se surgem feridas logo após você comer um alimento específico ou tomar algum tipo de medicamento, consulte um médico para investigar o problema.

Qual a melhor forma de tratar as aftas?
Mudanças na alimentação e medicamentos. Para minimizar a dor, o ideal é evitar alimentos muito temperados, salgados e ácidos. Outros tratamentos paliativos são pomadas a base de corticoides tópicos em formulações próprias para o uso na mucosa oral. No entanto, elas tendem a desaparecer naturalmente dentro de cinco a 15 dias, e essas medidas são tomadas apenas para acelerar o processo ou evitar a dor. É importante também manter a higiene do local, usando um cotonete com soro fisiológico ou então apenas água.

Popular

Follow by Email