Escreva a sua pesquisa

19 de maio de 2015

Como lidar com o Sonanbulismo?

O que é o sonambulismo?
O sonambulismo é um transtorno do sono que, consiste basicamente em levantar-se da cama, andar ou praticar algum tipo de atividade enquanto ainda está a dormir. Em termos médicos, o sonambulismo é um distúrbio do sono em que as funções motoras da pessoa despertam, mas a sua consciência permanece inativa. Trata-se, portanto, de um despertar desequilibrado do cérebro.
Estima-se que cerca de 1 a 15% da população mundial tenha tido pelo menos um episódio de sonambulismo.
Por ser muito comum, hoje em dia o sonambulismo é caracterizado como uma variação do sono. Além disso, o sonambulismo é identificado pelo “vai-e-vem” da pessoa pela casa, e pode incluir também conversas. Isto, na maioria, acontece na primeira metade da noite. Pode durar pouco tempo ou pode durar 40 minutos. Contudo, pode ser tão longo que se repete ao decorrer da noite. Durante estes episódios, a pessoa apresenta uma redução do estado de alerta, um olhar vazio e uma relativa ausência de resposta à comunicação com outras pessoas.

Para quem não conhece, pode identificar se uma pessoa é sonâmbula, se a pessoa em questão: 
  • Sair da cama e caminhar pelo quarto 
  • Sentar-se na cama e abrir os olhos 
  • Apresentar expressão vaga nos olhos 
  • Fazer atividades rotineiras, como vestir, falar ou preparar um lanche 
  • Não responder ou não comunicar com os outros quando é chamada/o 
  • Ser difícil de acordar durante um episódio de sonambulismo 
  • Apresentar rápida desorientação ou confusão depois de ter sido despertado 
  • Voltar rapidamente ao sono 
  • Não se lembrar de absolutamente nada quando acorda normalmente de manhã 
  • Apresentar stress, mau humor e sono diurno em decorrência das perturbações durante a noite 
  • Apresentar terrores do sono
Raramente, uma pessoa com sonambulismo: 
  • Sai de dentro de casa 
  • Conduz 
  • Apresenta algum tipo de comportamento incomum, como urinar dentro do armário 
  • Tem relações sexuais sem estar consciente disso
  • Se atira das escadas ou de uma janela 
  • Adquire comportamentos violentos durante os episódios 
  • É violenta ou agressiva logo depois de acordar 
Como lidar com o sonambulismo?
Em primeiro lugar, é preciso respeitar a condição e levar o fenómeno a sério. Tratá-lo como uma brincadeira pode resultar em riscos desnecessários.
Para os pais que têm filhos nestas condições é importante saber que eles exercem um papel fundamental no cuidado com a criança. É preciso garantir que o ambiente do sono tenha pouca luz e não seja alvo de barulhos externos. Também devem ser evitadas as actividades com potencial de agitar o seu filho, como o uso prolongado de televisão, computador, telemóvel e videojogos.
Caso presencie a criança a caminhar pela casa durante à noite e fique com dúvidas no que fazer, existem médicos que indicam que acordar o sonâmbulo não é contra indicado, desde que ele seja direccionado até a sua cama ou acordado de forma bastante tranquila.
Lembre-se sempre que ao acordar a criança, ela/e estará num momento de confusão sem se lembrar do que estava a fazer.

Posto isto, é importante que:
  • Crie um ambiente seguro: tranque as portas e janelas antes de ir para a cama e retire do caminho objectos que podem provocar quedas. Camas do tipo beliche devem ser evitadas para crianças. É recomendável ainda obstruir o acesso a escadas. Lembre-se também de esconder objectos pontiagudos, como tesouras e facas.
  • Elimine o stress: episódios de ansiedade e insónia podem agravar o quadro de sonambulismo. Por isso, enfrente o distúrbio com uma rotina noturna mais relaxante. Antes de dormir, opte por actividades tranquilas, como meditar, ler ou mesmo tomar um banho quente e revigorante.
  • Discipline o seu sono: procure dormir de forma adequada todas as noites. Tente criar uma rotina, estabelecendo um horário para dormir e para acordar, procurando obter um padrão regular de sono. O quadro de sonambulismo pode ser motivado por fadiga e privação do sono.
  • Procure um médico: episódios frequentes aumentam os riscos de sonolência diurna excessiva ou de alguma lesão. Um especialista pode receitar medicamentos sedativos ou antidepressivos, reduzindo a ocorrência do fenômeno. O médico também investigará as causas do sonambulismo.
Mas o sonambulismo tem cura?
Infelizmente os cientistas ainda não encontraram solução para este distúrbio do sono, por isso o sonambulismo não tem cura, mas pode ser tratado. Em geral, o sonambulismo desaparece na adolescência, mas em caso da situação persistir, o melhor é procurar ajuda médica.

Para encontrar a solução do sonambulismo, pode começar por procurar um bom médico especialista no sono e marcar uma consulta. O médico irá fazer uma avaliação da saúde geral do paciente para poder notar qualquer distúrbio de saúde ou stress que estejam a prejudicar o sono. O segundo passo do médico é fazer um exame que se chama polissonografia. O médico precisa avaliar com que frequência ocorre o sonambulismo e quais são os riscos causados ao paciente. Nesse exame, o paciente utiliza diversos aparelhos enquanto dorme. Isso permite que o médico conheça as condições do sono do paciente e ajude a diminuir os comportamentos que podem causar o problema. Algumas vezes, não é preciso um tratamento mais profundo, apenas algumas mudanças de hábito do paciente.

Se for o caso de tratamento, um dos recursos é a medicação. Segundo médicos especialistas do sono, o tratamento pode ser feito com medicamentos que estabilizam o sono, que pode durar de três a seis meses. Normalmente, após o fim do tratamento, o paciente deixa de ter crises de sonambulismo.

Curiosidades
  • Um sonâmbulo pode, claramente, ser acordado.
  • Qualquer sonâmbulo entende orientações durante a crise.
  • Nenhum sonâmbulo, no dia seguinte, se lembra do que fez ou disse na noite anterior.
  • O sonambulismo não acontece todas as noites.
  • Nenhum sonâmbulo revela segredos durante este distúrbio.
  • Um indivíduo que sofra de sonambulismo não tem problemas para dormir.
  • Um sonâmbulo durante a crise, não age da mesma maneira quando está em estado normal.
  • Nem todos os sonâmbulos precisam de medicação.
  • O sonambulismo não tem cura.
  • Os sonâmbulos têm sempre os olhos abertos durante o episódio.
  • Alguns casos de sonambulismo revelam que estes comem durante este episódio, conduzem, fazem comida ao lume, vão passear pela rua e ainda têm relações sexuais com outras pessoas, sem se lembrarem.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário.

Popular

Follow by Email